MENU

Histórico do SENAI

20180409174633_5acba6f98e684.jpg

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) criado sob o Decreto-Lei nº 4.048, em 22 de janeiro de 1942, tem como objetivo realizar a aprendizagem industrial contribuindo para a formação dos trabalhadores da indústria. Suas iniciativas buscam o aperfeiçoamento e especialização para trabalhadores industriários, elaborando programas educacionais e ações para o desenvolvimento de pesquisas tecnológicas sob o interesse da indústria. Sendo uma entidade de direito privado e organizada e dirigida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o SENAI é o maior complexo de Educação Profissional da América Latina, oferecendo serviços de qualidade, contribuindo para o desenvolvimento pleno e sustentável do país. Presente em todos os estados, a instituição possui papel relevante na elevação da produtividade e competitividade da indústria brasileira.

O SENAI faz parte da história de Sergipe desde 1945, quando inaugurou seu primeiro Centro de Formação Profissional em Aracaju, hoje CET “Coelho e Campos”, contribuindo decisivamente para a formação profissional de várias gerações e para a industrialização no estado. Em 1946, o SENAI inicia o processo de interiorização inaugurando a Escola Têxtil de Estância, buscando atender a região Centro-Sul do estado que despontava como pólo industrial. Ampliou sua atuação ao longo do tempo, tornando-se um Centro de Educação e Tecnologia atendendo a diversos segmentos de mercado, em seguida, inaugurou Centros de Treinamento nas cidades de Boquim e Neópolis e disponibilizou Unidades Móveis para atendimento às demais regiões, mas hoje, em função da nova estrutura organizacional, foram desativados, exceto as Unidades Móveis que ficaram sob a supervisão da SCM (Supervisão Compartilhada das Ações Moveis), bem como todas as demandas extra-carretas, atendidas fora das demais unidades operacionais. Em 1948, foi criada a Ordem de Serviço nº 11/48 criando o Departamento Regional de Sergipe em substituição a Delegacia da entidade ora existente, sob a delegação do Presidente da CNI.

A modernização dos meios de comunicação trouxe grandes mudanças para o cenário mundial. A globalização exige das empresas um novo modelo operacional de gerenciamento, para atender a um mercado altamente competitivo. E, mais uma vez, o SENAI se enquadra em seu tempo. Para fazer frente a essa nova realidade foi criado em 1983, o Centro de Educação Profissional “Albano Franco”, no Distrito Industrial de Aracaju, com uma oferta diferenciada de cursos para as empresas que utilizam a tecnologia da automação industrial. Em 1995, oferece aos clientes da Indústria da Construção Civil modernas Instalações e Laboratórios, através da criação do Centro Integrado da Construção Civil, buscando fortalecer o crescimento e modernização do segmento industrial no Estado. Atualmente este centro encontra-se integrado à unidade operacional, Centro de Educação Profissional “Albano Franco” sob a mesma supervisão, bem como coordenada pela SSE, supervisão de serviços educacionais.

Através de suas práticas de melhoria contínua, a entidade vem expandido sua atuação, atendendo a diversos segmentos do mercado industrial com aplicação dos melhores métodos de educação, tecnologia e inovação voltados para o futuro do trabalho. Em constante desenvolvimento, alinhado ao planejamento e ações estratégicas, a instituição busca atender às novas demandas do estado inaugurando novas unidades operacionais no interior e investindo em unidades móveis. Sua cadeia produtiva entrega valor à sociedade e indústria local alinhados aos princípios da transparência, economicidade e governança institucional. É fiscalizado pelo Tribunal de Contas da União – TCU e vinculado ao Ministério da Economia.